WhatsApp
Tecnologia

Por que devemos tomar cuidado com o WhatsApp durante o surto de CoronaVírus?

abril 8, 2020

São comuns no dia a dia os casos de golpes e fake news vindo das redes sociais e, cada vez mais, do WhatsApp. Com a pandemia do coronavírus, a disseminação de mensagens falsas, correntes, vouchers para benefícios e golpes para transferência de dinheiro ou estorno de cartão de crédito cresceram ainda mais.

Com tantas informações sobre o Covid-19 e seus desdobramentos, é preciso ter cuidado para não compartilhar notícias falsas que gerem ainda mais pânico entre a população e não ser enganado com golpes que podem te prejudicar financeiramente e roubar seus dados, por exemplo.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas para que o cuidado com as redes sociais não seja esquecido e você não passe por apuros graças a elas. Confira!

Tenha cuidado com fake news

O que não faltam no WhatsApp são as famosas fake news, aquelas notícias falsas que viralizam rapidamente, são muito alarmantes e causam grande burburinho e pânico entre grupos e parte da população

Essas notícias falsas produzem diversos efeitos contrários do que se pede no combate da doença que já infectou tanta gente ao redor do mundo.

Durante a pandemia já foram vistos compartilhamento de supostos áudios de médicos desmerecendo a gravidade da doença, imagens adulteradas com milhares de corpos, vídeos ensinando a fazer álcool em gel, vídeos falando sobre como álcool em gel favorece a transmissão do coronavírus e muitos outros conteúdos que não passam de mentira e são repassados para diversas pessoas.

É essencial ter muito cuidado com o tipo de conteúdo recebido e, mais do que isso, não repassar para outras pessoas sem saber da sua veracidade. Compartilhar notícias falsas gera desinformação, pânico e descredibiliza regras importantes nesse momento de cuidado com uma nova doença.

Portanto, quando receber algo siga alguns passos importantes:

  • Leia a notícia inteira, não apenas o título. As pessoas têm manias de ler apenas o título e repassar a informação como verdade absoluta. Tenha atenção ao conteúdo para entender exatamente do que se trata.
  • Verifique a fonte. A notícia veio de um site respeitado ou órgão público atuante no combate do coronavírus ou é de um blog qualquer ou um amigo de um amigo que contou? Desconfie!
  • Preste atenção às correntes. Muitas vezes, as “notícias” chegam como textos do WhatsApp, sem nenhuma autoria ou link para verificação em um site confiável. Não dê tanta credibilidade e, claro, não compartilhe.
  • Pesquise sobre o tema na internet. Se a notícia que você recebeu for verdadeira, certamente ela estará em outros sites de confiança.
  • Verifique o contexto e datas. Muitas vezes são compartilhados vídeos e matérias antigas que são verdadeiras, mas retiradas de contexto causam desinformação e pânico. Cheque a data da informação.
  • Desconfie de mensagens com erros ortográficos e grande uso de emojis.
  • Mantenha-se atento a promoções, produtos grátis, vendas muito abaixo do preço e ofertas tentadoras demais que encaminham para links externos.
  • Cuidado com os áudios e vídeos. Se você recebeu áudios ou vídeos, tente resumir as informações e fazer buscas no google para entender a informação. Muitas vezes esses áudios são intitulados como um “médico do meu bairro”, um “amigo de um amigo” e ninguém sabe de fato de onde veio essa informação que causa apenas pânico.

Atenção aos golpes

Além de fake news, nesse momento muitos golpistas estão se aproveitando da crise para aplicar golpes, roubar dados, ter acesso a contas bancárias e gerar prejuízos financeiros para aqueles que caem.

No WhatsApp muitas pessoas recebem mensagens com links, formulários que devem ser preenchidos e pedidos de transferências de dinheiro para amigos e pessoas de confiança.

É importante se lembrar que outras pessoas podem ter caído em golpes e os hackers usam números e fotos reais de pessoas conhecidas para convencer novos indivíduos. Portanto, se alguém te pedir uma transferência ou alguma confirmação de um código, não faça! Procure contato com esse amigo de outra forma e alerte pessoas próximas para tomarem cuidado.

Além disso, desconfie de links, não forneça informações e, em hipótese alguma, compartilhe seus dados de cartão e códigos de verificação do aplicativo.

Também não baixe aplicativos recebidos pelo WhatsApp. Com o lançamento do aplicativo do governo para o pedido do auxílio emergencial, por exemplo, surgiram diversos fakes com a intenção de roubar dados. Busque os aplicativos direto em sua loja do Google ou iOS e tenha atenção às páginas de fraude.

Busque fontes oficiais

Mais do que nunca é preciso ter em mente que o WhatsApp é uma rede de conversa e interações entre amigos ou até mesmo usada profissionalmente e não uma fonte oficial de notícias. Por isso, busque sempre notícias em canais oficiais, que trabalham a cada momento para atualizar informações sobre a pandemia.

Busque também informações em sites da prefeitura de sua cidade, órgãos públicos relevantes e de confiança que estão mobilizados para informar a população com verdade e transparência.

Nesse momentos de incerteza causado pelo coronavírus é preciso se proteger da doença e dos ataques virtuais. Tenha cuidado com o que recebe, não repasse correntes e notícias falsas e busque um equilíbrio para manter a saúde mental em dia durante a quarentena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *