Tecnologia

Até onde a tecnologia influencia na decisão do comprador

março 13, 2020

Nos dias de hoje não como desassociar a tecnologia dos comportamentos humanos. Pois é, tudo o que é desenvolvido atualmente se baseia no comportamento humano. Se pararmos para pensar, antigamente as empresas tinham total condição de disseminar a informação que desejava.

Era simples: eles divulgavam e o cliente não tinha como responder, criticar ou tornar suas análises públicas. Depois da quarta Revolução Industrial e com o ampliamento das tecnologias em solo brasileiro, tudo ficou mais rápido, prático e eficiente.

As redes sociais, por exemplo, possibilitaram a comunicação com o consumidor. Agora, essa questão é uma via de duas mãos, e a reputação de uma marca está muito ligada à informação que o consumidor transmite sobre ela.

É claro que tudo o que foi dito anteriormente é importante, mas vale destacar, também, o aumento de informação disponível que a internet pode oferecer. Isso faz com que usuários se tornem pessoas mais informadas e, com isso, possa exigir mais dos produtos que compram e das empresas que disponibilizam a mercadoria.

A mudança do perfil de consumidor mudou, e muito! Dito isso, nesse post vamos tratar das tecnologias como processo de formação do novo consumidor. Até quando a tecnologia pode influenciar na decisão de compra? É preciso entender o comportamento do consumidor na era digital e como eles estão mudando com o desenvolvimento da tecnologia. Vamos nessa? 

Os consumidores estão, cada vez mais, conectados

É claro que, se tratando de tecnologia, os consumidores das mais diversas mercadorias seriam afetados, certo? Pense que antigamente você precisava ir até a loja específica para conseguir comprar o que deseja, o que, atualmente, pode ser adquirida tudo pela internet.  Pois é, os consumidores estão cada vez mais conectados e não existe uma plataforma específica para isso.

Cabe às empresas se adaptarem ao novo formato de compra. Isso é, elas precisam estar conectados às essas plataformas para que consigam estabelecer um bom relacionamento com seus consumidores e satisfazer as suas demandas.

De modo geral, a tecnologia e o comportamento social sempre andaram juntas. No momento que as inovações passaram a atingir áreas importantes como a do comércio, as pessoas tiveram que se adaptar.  Ou seja, se a sua empresa tela de proteção não estiver presente na plataforma que o seu consumidor está, ou se estiver lá mas não interagir com ele, outra empresa rapidamente oferecerá a informação que ele procura e tomará o seu lugar.

O consumidor teve sua expectativa alterada

Agora, os clientes não precisam mais se deslocar até alguma loja física para realizar e verificar preços e produtos. Isso porque, com os smartphones e diversas lojas virtuais, os consumidores podem ter acesso a qualquer momento do dia, sem restrição ou obstáculos. Dentro desse universo, os usuários podem realizar diversas atividades como, por exemplo, comparar os preços de produtos, verificar a qualidade por meio de análises de satisfação de outros clientes que já adquiriram a mercadoria, além de poder tirar suas dúvidas e dar sugestões. Além disso tudo que já foi mencionado, atualmente criou-se a expectativa do atendimento quase que imediato por parte do cliente.

Isso gerou uma mudança comportamental tanto em quem busca o produto quanto naquele que o vende. De modo geral, os consumidores têm plena noção o poder que possuem e não vão ter receio de usá-lo caso não estejam satisfeitos com um serviço. Para você ter uma ideia: um comentário de insatisfação feito em uma rede social pode repercutir em uma escala absurda.

E isso pode danificar a imagem da marca. A grande realidade é que todo o processo de atendimento ao cliente ficou ainda mais dinâmico. Simples assim, as empresas, independente dos segmentos que elas atuam, precisam atender os clientes da melhor forma possível. Tudo precisa ser rápido e prático, de acordo com as necessidades do cliente. 

Enfim, é necessário que as empresas estejam presentes nos canais de comunicação que os seus consumidores estão e acompanhem o comportamento tanto offline quanto online deles.

Conheça os novos canais de comunicação

De fato as redes sociais possibilitam um contato direto entre cliente e empresa de lona de caminhão, o que significa que qualquer deslize pode ser prejudicial para a sua marca.

Vamos analisar com calma: se você recebe uma crítica ou dúvida de um cliente e o ignora, provavelmente será exposto nas redes sociais e todos ficarão sabendo. Isso vai danificar diretamente sua reputação. Então, não se engane: comentários pós compra, assim como dúvidas e reclamações devem ser verificadas o tempo todo e, quando necessário, respondidos. Mas é importante ressaltar, também, que a existência desses canais de comunicação é possível contar com alguns pontos positivos.

A quantidade de dados sobre o comportamento do consumidor que podem ser coletados e analisados, por exemplo, aumentam o potencial de pesquisa e desenvolvimento através do uso do Big data. Enfim, a grande realidade nos dias atuais é que as tecnologias possibilitam diversas formas de manter contatos com os clientes e fidelizá-los.

Pense que, se eles forem bem atendidos, poderão divulgar sua marca para amigos e conhecidos, além de postar nas redes sociais com crítica positiva. A verdade é que a tecnologia ampliou o acesso à informação e com isso aumentou a expectativa do consumidor, que agora tem uma quantidade maior de alternativas de produtos e de canais para compra.

Apesar de ser importante para a empresa, as redes sociais dão a oportunidades para os consumidores manifestarem suas sensações em relação ao produto e ao atendimento, como, por exemplo, em caso de insatisfação com um produto, serviço ou posicionamento de uma marca, o pode eventualmente lesar a reputação de uma empresa pigmentos para plásticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *