Como a saúde ocupacional faz a diferença para o seu negócio

Diferente do que pensamos, a saúde ocupacional não se resume a exames admissional e demissional. Assim, apostar na gestão da Saúde Ocupacional contribui para aumentar os resultados dos seus negócios. 

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde de 2019, pelo menos 20% da população acima de 18 anos estão obesas.

Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) confirma que o excesso de peso aumenta o risco de doenças como diabetes, alguns tipos de câncer e até problemas cardíacos.

Diante disso e do nosso estilo de vida sedentário por conta do trabalho além de desencadear doenças, compromete o rendimento do colaborador.

Portanto, quanto menos o colaborador produz, menores os resultados que a  empresa consegue alcançar.

Sendo assim, os empresários precisam se conscientizar sobre a necessidade de estabelecer uma cultura de saúde ocupacional.

Assim, mesmo que os gastos com saúde ocupacional sejam altos, não promover uma cultura de prevenção de doenças ocupacionais impacta negativamente nos resultados da empresa.

O que é Saúde Ocupacional?

Saúde ocupacional é uma ŕea da saúde, presente em empresas, que cuida da saúde laboral dos colaboradores. Isto é, a saúde ocupacional cuida da saúde do trabalhador.

Portanto, o objetivo da saúde ocupacional é prevenir doenças, especialmente, aquelas desenvolvidas por conta do trabalho. Sendo assim, ela cuida para que o colaborador tenha qualidade de vida no trabalho, promovendo seu bem-estar físico e psicológico.

Programas de gestão da Saúde Ocupacional

A Saúde ocupacional é composta por programas que envolvem a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. Entre eles:

PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. 

É obrigatório em qualquer empresa, definido pela NR9. Assim o PPRA atua de forma a prevenir acidentes em meio aos riscos físicos, químicos ou biológicos que possam estar presentes na área de trabalho.

PCMSO- Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

 Também é um programa obrigatório, mas definido pela NR07. Seu objetivo é preservar a saúde dos colaboradores e inclui exames como:

  • Admissionais;
  • Periódicos;
  • De retorno ao trabalho;
  • Exames para mudança de função;
  • Demissional.

Além dos exames, através do PCMSO, são adotadas medidas para prevenir, monitorar, controlar e detectar riscos prejudiciais à saúde do colaborador no ambiente de trabalho.

Mas, apesar de muitas empresas adotarem o PCMSO, elas não seguem as diretrizes do programa de forma correta e por isso o resultado não sai como esperado.

Como a saúde ocupacional afeta os negócios?

Uma boa gestão de Saúde ocupacional resulta em segurança e saúde dos colaboradores.

Assim, o ambiente da empresa reflete no grau de satisfação do colaborador. 

Portanto, quando ele trabalha em um ambiente que transmite segurança, ele se sente mais satisfeito para desempenhar as suas atividades.

Trabalhar para prevenir acidentes favorece o bem-estar e a satisfação dos colaboradores. 

Além disso, com uma boa gestão da saúde ocupacional, os colaboradores trabalham mais saudáveis e satisfeitos. Sendo assim, a margem de erros diminui, assim como os custos reduzem. 

Então, se os colaboradores estão saudáveis e satisfeitos, trabalham com mais motivação e produzem mais. Sem contar que a quantidade de faltas também diminui, bem como afastamentos por conta de doenças e acidentes.

Descubra os benefícios da saúde ocupacional para o seu negócio.

  1. Aumenta a produtividade dos colaboradores

Quando o colaborador percebe que a empresa está comprometida com a sua saúde, oferecendo um ambiente seguro de trabalho, ele se sente mais motivado para exercer suas atividades. 

Então, ele trabalha mais satisfeito e motivado, o que aumenta a produção. Portanto, um bom ambiente de trabalho oferece segurança e qualidade de vida. 

Diante disso, o colaborador se sente mais disposto e motivado para trabalhar.

  1. Redução de custos

O trabalho de prevenção realizado através dos programas de saúde ocupacional resultam em menos afastamentos, rotatividade de funcionários e ações judiciais por conta de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Além disso, diminui os custos com plano de saúde, uma vez que colaboradores que têm mais saúde, se submetem a menos procedimentos de alto custo.

  1. Melhora a imagem da empresa

Uma empresa preocupada com a saúde de seus colaboradores possui maior credibilidade corporativa e demonstra preocupação com responsabilidade social.

Assim, tanto os colaboradores, como clientes e o mercado em geral valoriza esse tipo de credibilidade.

  1. Atrai e fideliza talentos

O mercado de trabalho está cada dia mais competitivo. Diante disso, as empresas têm dificuldade para encontrar e reter talentos.

Mas quando a empresa possui um bom programa de saúde ocupacional, ela consegue atrair e reter esses talentos com mais facilidade.

Afinal todo mundo quer trabalhar em uma empresa que preza por sua segurança, que cuida da sua saúde e onde se sente acolhido.

  1. Reduz faltas

Problemas como dor nas mãos, na coluna e nas costas, entre outros, são problemas frequentes e que causam afastamentos.

Porém quando a empresa implementa uma gestão de saúde ocupacional, esses problemas podem ser evitados através da prevenção.

  1. Presenteísmo

Quando se fala em saúde ocupacional, também se fala muito de absenteísmo. No entanto, pouco se discute sobre o presenteísmo, ou seja, quando o colaborador está presente apenas fisicamente.

Ou seja, o colaborador mostra-se ausente mentalmente por alguma razão que pode ou não estar ligada ao trabalho.

No entanto, a saúde ocupacional pode ajudar a evitar esse comportamento fazendo com que o colaborador volte a produzir.

  1. Redução de custos com plano de saúde

Empresas que se importam verdadeiramente com a saúde do colaborador, ela acompanha a sua saúde de perto.

Desta forma, o colaborador se sente disposto a realizar seus exames preventivos, assim como acompanhar a sua própria saúde.

Portanto, quanto mais o colaborador se cuida e fica saudável, menores são as chances de ele recorrer a procedimentos de alto custo que geram sinistralidade do plano de saúde.

Conclusão

Aos poucos, os empresários estão percebendo que investir na prevenção sai mais barato do que lidar com os acidentes.

Desta forma, as empresas estão percebendo que a saúde ocupacional deixou de ser um gasto e passou a ser uma ferramenta que pode contribuir para a melhora dos negócios.

Uma vez que a saúde ocupacional cuida da saúde do colaborador, ele fica mais saudável e satisfeito. Portanto, se sente mais motivado para trabalhar e falta menos ao trabalho.

Assim, o resultado é que o índice de produção aumenta, oq ue também leva a aumentar os lucros.

Agora que você descobriu como a saúde ocupacional faz a diferença para o seu negócio, comece a cuidar do seu time hoje mesmo e leve o seu negócio para outro nível.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.